Diário de problematicgirl

Remédio pra dormir.

Domingo, 21 de Agosto de 2011.

Remédio pra dormir. Público
[navy]Minha insônia atingiu um nível crítico e finalmente eu resolvi ir para o psiquiatra pra ver o que ele podia fazer. Entrei lá decidida que só sairia com algum outro remédio além do antidepressivo. Ele me receitou zolpidem, um hipnótico, pra me ajudar a dormir. Apesar de ser tarja vermelha, não vou poder usar ele mais do que dois meses, por causa da dependência. Ele não vai baixar tanto minha ansiedade quanto os tarja preta benzodiazepínicos, mas ao menos vai induzir meu sono, o que já é um grande avanço.

Passei um bom tempo refletindo se iria tomar ou não, como se aquilo fosse um veneno ou algo do tipo. Eu e meu medo de tomar remédios novos, com medo de me dar alguma reação colateral ou algo do gênero. Mas foi tranquilo. Deitei e dormi feito um bebê, das duas vezes que eu tomei. E quando eu acordo, não passo o dia feito lesa. Acordo bem mais disposta. Amei o remédio até agora.

Semana passada transei com meu namorado na casa dele. Todo mundo saiu e a gente mandou brasa, rs. Ele, como eu previa, não tinha camisinha, e eu me recusei a transar daquele jeito. Aí ele disse que a gente fazia outro dia e tal. Eu insisti e eu mesma fui comprar a camisinha na farmácia. Fiquei meio constrangida, mas valeu a pena. De vez em quando temos nossas briguinhas, mas eu amo ele. Sei la, é uma relação estranha. Eu mudo muito meus sentimentos em relação a ele. Ás vezes parece que eu não sinto nada por ele, quando a gente briga. Mas tem hora que parece que vou explodir de tanto amor. E ele percebe isso, como eu fico fria com a menor briguinha- e pouco tempo depois to um amor, e vice-versa.

Quanto aos sintomas do TOC, continuam bem chatinhos. O pensamento '' eu quero me matar'' aparece com muita frequência. E já até andei me machucando de levinho novamente, apesar de nunca ter parado, a rigor. Grito dezenas de vezes durante o dia. O menor estalar de um móvel já é o suficiente. A compulsão por doces continua, me dá uma aliviada momentânea. Até cheirar cola já pensei em fazer, na verdade foi uma coisa mais simbólica do meu desespero, sabia que não ia adiantar em nada. E foi daquelas colas de isopor mesmo, e já tava sequinha.

Mas apesar de todas essas coisas, às vezes esqueço de tudo que to passando e me sinto tão bem... O antidepressivo tem sua parcela de contribuição, mas não é só ele. Não acho minha vida uma desgraça, apesar do TOC, autoestima baixa, ansiedade, insônia, pânico, problemas familiares... Enfim, coisas que só Freud explica, rs. E por falar nisso, segunda que vem começam minhas aulas na faculdade. As matérias são chatinhas, mas pelo menos a carga horária é menor. A maioria das aulas são de manhã, ou seja, tenho que acordar cedo, shit. Por um lado vai ser bom porque não vou ter que escutar minha mãe gritando no trânsito, o que ja ajuda muito.


  [Voltar]  


Comentários

Comentários (2)




Para fazer comentários, realize o login.





Domingo, 06 de Novembro de 2011 às 01:55
que bom que esta tudo correndo bem em sua vida espero e torço pra continuar assim.

(
0
)
(
0
)

Domingo, 06 de Novembro de 2011 às 01:55
estou torcendo por vc... q bom q os remedios estão ajudando... e apesar de ser mto dificil tenta se controlar qnto ao lance de se machucar msm q de levinho... e qnto ao namorado e o sexo, bem... isso é sempre bom!!! sorte na facul

(
0
)
(
0
)

 

Últimos Acessos


 

Destaque

    Twitter Facebook Orkut