Diário de emmalarissa

Não sei o que fazer. alguem me ajude

Quinta-feira, 17 de Abril de 2014.
triste     

Não sei o que fazer. alguem me ajude Público
Não sei se alguém me pode ajudar...
é a minha primeira entrada. E eu acho que expor o meu problema " anonimamente" me vai ajudar no meu problema , também pela vossa opinião , que me vai ajudar muito!
Vim de portugal quando tinha 8 anos , porque a minha mãe partiu para o céu , e os meus avós eram brasileiros, logo vim viver com eles. Deixei lá tudo , desde a minha melhor amiga até ao meu namorado de infância. Eles eram muito importantis para mim, e me fazem muita falta.
E agora, sofro constantemente com comentários racistas , do facto de eu ser de outro pais e ter um sotaque estranho , e de ser a única pessoa taaao branca das sala de aula. Mas ao e isso que me preocupa , pois eu até que as vezes ignoro o que as pessoas dizem , porque conseguem ser muito estúpidas. O que acontece e que não tenho amigos. Não tenho e não me posso apoiar em ninguém. O meu avô da impressão qui não gosta de mim, não mi liga e passo dias sem lhe falar, e a minha avó esta se indo a baixo aos poucos. Não falo com ninguém. Comecei a me cortar faz pouco tempo porque o único amigo que eu tinha era o meu professor de matemática, e ele me tentou violar, literalmente, me levou para casa dele , me deitou na cama dele , e a minha sorte foi eu ter saído logo senão... Não consigo ir nas aulas dele. Aquele olhar nojento me mete nojo. As minhas notas estão indo por agua a baixo e a minha vida também. Não percebo o porque de as pessoas me tratarem assim... O que é que eu fiz de mal? meu pai me abandonou , os meus avós vcs sabem , e as únicas pessoas que eu tinha ou morreram ou ficaram em portugal. Preciso de uma explicação para continuar aqui neste mundo em que só faço e sofrer. Sofro e sofro e não percebo o mal que fiz para merecer estes pecados :( Vejo ai tanta pessoa que sofreu de bulliyng e que superou mas eu não sei se consigo. os meus braços agora são só marcas. E porquê que eu me corto? e claro que vocês muitos não entendem o que é porque não o passam , mas eu me corto porque eu mesma deixei de gostar de mim. Tenho medo , porque mesmo ignorando o que eles dizem , eu acho que eles tem razão. e uma maneira de depositar a vergonha e a raiva toda. Faz sentido eu continuar aqui? Só sofrendo e perdendo as forças?
Já experimentei ir a um psicólogo mas não resulta. não consigo falar com um homem . preciso de ajuda . Alguém ?


  [Voltar]  


Comentários

Comentários (24)




Para fazer comentários, realize o login.





Sábado, 31 de Maio de 2014 às 14:57
amira obrigado desde já. Tenho medo de denunciar o professor . Apenas tenho medo. Alquele homem é muito mais velho que eu e pode muito bem me fazer mais mal ainda. tenho muito medo que se voltem mais contra mim. Obrigada pela vossa ajuda

(
0
)
(
0
)

Sábado, 31 de Maio de 2014 às 14:57
gisa563 obrigada . Eu tenho muito medo de falar para alguem o que se esta passando comigo. contar para alguem que me conheca ou entao da diretoria, porque assim ainda me vao odiar mais. vou deixar mais cicatrizes. vou fazer queixa daquelas pessoas e elas se revoltam mais contra mim. e esse o meu medo. mas agradeço a sua ajuda , muito muito

(
0
)
(
0
)

Sábado, 31 de Maio de 2014 às 14:57
claubey obrigada senhora, obrigada por essa lição. a verdade é que nao tinha ainda visto as coisas dessa maneira. muito obrigada

(
0
)
(
0
)

Sábado, 31 de Maio de 2014 às 14:57
Makeup obrigada pela sua ajuda , sem vcs agora nao tinha mesmo ninguem. Tenho 14 anos . Como vê sou um pouco nova ainda . Imensos obrigadas

(
0
)
(
0
)

Sábado, 31 de Maio de 2014 às 14:57
sonhadora muito obrigado pelo seu tempo aqui a escrever para me ajudar, e a verdade é que estes comentários me estão ajudando. Agradeço imenso a sua ajuda , adorava ser uma mulher forte como vc , mas isso vai levar tempo , penso eu . Nao me imagino sendo uma mulher forte e incrivel como voce. apenas nao consigo. Mais uma vez muito obrigado 3

(
0
)
(
0
)

 amira
Sábado, 31 de Maio de 2014 às 13:07
E outra não é pq vc mudou de país que vc não pode mais ter as amizades que tinha em Portugal. Tem a internet para isso. E vc pode conversar com eles. Tá, não é a mesma coisa que estar lá. Mas ajuda. E vc pode contar com eles. E claro que com a gente aqui do diário. ;)

(
0
)
(
0
)

 amira
Sábado, 31 de Maio de 2014 às 13:07
Eu mudei muito de escolas e em umas eu sofri muito não tinha ninguém de amigo e em outras eu me dei super bem e tinha vários amigos. Vá a luta. E nada disso é culpa sua. Se valorize. Se aceite. Tb acho que vc deveria procurar uma psicólogA.

(
0
)
(
0
)

 amira
Sábado, 31 de Maio de 2014 às 13:07
Realmente é uma barra tudo isso. Vc deveria ter denunciado esse professor. Isso é crime. E eu tb acho que vc deveria mudar de escola. Assim ficaria longe desse professor asqueroso. Não dá para aprender nada com alguém que não confia. E fora que vc conhecerá outras pessoas.

(
0
)
(
0
)

Sábado, 31 de Maio de 2014 às 13:07
Deus fez cada pessoa com um dom especial e ninguem é igual. Estude bastante e faça como objetivo ir a portugal reencontrar estas pessoas e mudar de escola ou classe e conte a alguem da diretoria o jeito q as pessoas te tratam.

(
0
)
(
0
)

Sábado, 31 de Maio de 2014 às 13:02
Flor, concordo com a Sonhadora!
Reze, peça a Deus que te ilume a cada dia. Perdoe seu professor, tire o ódio do seu coração, transforme isso em amor.
Mais reze! Nas minhas orações estarei colocando você.
Tenha um ótimo feriado e antes de se cortar, pense na sua vida! Agradeça a Deus por ter lhe dado esse dom.

(
0
)
(
0
)

 makeup
Sábado, 31 de Maio de 2014 às 13:02
Não sei sua idade, mas estude, quando puder, comece a trabalhar, junte dinheiro e volte pra portugal assim q puder! Faça disso um objetivo e um impulso para crescer, para levantar todos os dias.... de resto, conte sempre comigo.

(
0
)
(
0
)

 makeup
Sábado, 31 de Maio de 2014 às 13:02
que situação complicada! acho que em primeiro lugar vc deveria mudar de escola ou de turma, não ter mais aulas com esse maníaco nojento. Em segundo, procurar uma psicóloga MULHER, talvez uma mulher te ajude a falar nisso

(
0
)
(
0
)

Sábado, 31 de Maio de 2014 às 13:02
Portanto, você deve esquecer o que houve com o tal professor, se não tiver outro jeito. Pense em como ser uma grande mulher, ninguém fará isso por você. E tenha certeza que sua mãe ficaria muito feliz por você!!! E, para finalizar, tente não abrigar o ódio no seu coração! O ódio é uma veneno para o coração e para a alma.
Grande abraço de uma mulher madura.


(
0
)
(
0
)

Sábado, 31 de Maio de 2014 às 13:02
! Hoje, posso dizer que já viví muita coisa, e também sou mãe de adolescente cheia de intensidade também. Sobre o problema da automutilação/autolesão (que também aconteceu com minha filha) isso é uma fase e vai passar junto com o seu amadurecimento. Acredite! Concentre-se nos seus estudos pois você precisará deles bravamente no futuro, principalmente a dita cuja da matemática.

(
0
)
(
0
)

Sábado, 31 de Maio de 2014 às 13:02
Outra coisa, procure renovar sua aliança com Deus e isso dará a você alimento diário para vencer seus dias difíceis. A vida tem dessas coisas, é difícil mesmo para ser rompida. Quando fui jovenzinha também sofrí bullyng, que antes era conhecido como zuação. Eu era magricela demais, compridona e beiçuda (risos), o que me rendeu vários apelidos. Imagine, kkk!

(
0
)
(
0
)

Sábado, 31 de Maio de 2014 às 13:02
Outra coisa, procure renovar sua aliança com Deus e isso dará a você alimento diário para vencer seus dias difíceis. A vida tem dessas coisas, é difícil mesmo para ser rompida. Quando fui jovenzinha também sofrí bullyng, que antes era conhecido como zuação. Eu era magricela demais, compridona e beiçuda (risos), o que me rendeu vários apelidos. Imagine, kkk! Hoje, posso dizer que já viví muita cois

(
0
)
(
0
)

Sábado, 31 de Maio de 2014 às 13:02
O seu futuro depende da forma como está agindo agora. Então pare tudo, e reveja as suas atitudes e modos de pensar agora, mesmo que continue no Brasil. Seja corajosa, pois você será a responsável pela história da sua própria vida. Quando estiveres segura do que é, as pessoas que gostarem de você se aproximarão. Se não, paciência: Seja você!

(
0
)
(
0
)

Sábado, 31 de Maio de 2014 às 12:57
O seu futuro depende da forma como está agindo agora. Então pare tudo, e reveja as suas atitudes e modos de pensar agora, mesmo que continue no Brasil. Seja corajosa, pois você será a responsável pela história da sua própria vida. Quando estiveres segura do que é, as pessoas que gostarem de você se aproximarão. Se não, paciência: Seja você! Outra coisa, procure renovar sua aliança com Deus e isso

(
0
)
(
0
)

Sábado, 31 de Maio de 2014 às 12:57
O seu futuro depende da forma como está agindo agora. Então pare tudo, e reveja as suas atitudes e modos de pensar agora, mesmo que continue no Brasil. Seja corajosa, pois você será a responsável pela história da sua própria vida. Quando estiveres segura do que é, as pessoas que gostarem de você se aproximarão. Se não, paciência: Seja você! Outra coisa, procure renovar sua aliança com Deus e isso

(
0
)
(
0
)

Sábado, 31 de Maio de 2014 às 12:57
O seu futuro depende da forma como está agindo agora. Então pare tudo, e reveja as suas atitudes e modos de pensar agora, mesmo que continue no Brasil. Seja corajosa, pois você será a responsável pela história da sua própria vida. Quando estiveres segura do que é, as pessoas que gostarem de você se aproximarão. Se não, paciência: Seja você! Outra coisa, procure renovar sua aliança com Deus e isso

(
0
)
(
0
)

Sábado, 31 de Maio de 2014 às 12:57
Quando fui jovenzinha também sofrí bullyng, que antes era conhecido como zuação. Eu era magricela demais, compridona e beiçuda (risos), o que me rendeu vários apelidos. Imagine, kkk! Hoje, posso dizer que já viví muita coisa, e também sou mãe de adolescente cheia de intensidade também. Sobre o problema da automutilação/autolesão (que também aconteceu com minha filha) isso é uma fase e vai passar j

(
0
)
(
0
)

Sábado, 31 de Maio de 2014 às 12:57
Acredite! Concentre-se nos seus estudos pois você precisará deles bravamente no futuro, principalmente a dita cuja da matemática. Portanto, você deve esquecer o que houve com o tal professor, se não tiver outro jeito. Pense em como ser uma grande mulher, ninguém fará isso por você. E tenha certeza que sua mãe ficaria muito feliz por você!!! E, para finalizar, tente não abrigar o ódio no seu coraçã

(
1
)
(
0
)

Sábado, 31 de Maio de 2014 às 12:57
b

(
0
)
(
0
)

Sábado, 31 de Maio de 2014 às 12:57
a

(
0
)
(
0
)

 

Últimos Acessos


 

Destaque

    Twitter Facebook Orkut